Núcleo de Empresários da ACIBr de Botuverá oficializa assinatura de termo de acordo entre a Prefeitura e Celesc

Núcleo de Empresários da ACIBr de Botuverá oficializa assinatura de termo de acordo entre a Prefeitura e Celesc

Núcleo de Empresários da ACIBr de Botuverá oficializa assinatura de termo de acordo entre a Prefeitura e Celesc Núcleo de Empresários da ACIBr de Botuverá oficializa assinatura de termo de acordo entre a Prefeitura e Celesc

Evento foi realizado na noite de quinta-feira, 15, e contou com a presença de representantes do poder público municipal e estadual

 

Por intermédio da Associação Empresarial de Brusque, Guabiruba e Botuverá (ACIBr) e do Núcleo de Empresários de Botuverá da entidade, foi realizada na noite de quinta-feira, 15 de dezembro, a assinatura do Termo de Compromisso entre a Celesc e a prefeitura de Botuverá. Realizado no Restaurante Porto Franco, a assinatura do documento formaliza um acordo para a compra de um terreno, por parte da prefeitura de Botuverá, que posteriormente será doado para Celesc, visando a construção da tão esperada subestação de energia na cidade.

Localizado no bairro Águas Negra, às margens da SC-486, o terreno adquirido pelo poder público é compatível e já foi aprovado pela Celesc. A partir de agora, as expectativas são de que os trâmites legais, em relação à documentação e demais exigências necessárias, como desmembramento do terreno, possam ser feitas o mais breve possível para a cessão do lote, por parte da prefeitura, à Celesc. A expectativa é que após a transferência das terras, dos estudos de viabilidade e a elaboração do projeto, bem como a licitação, a obra possa ser concluída entre dois a três anos.

 

União e desenvolvimento

Durante o evento, o vice-presidente da ACIBr, Marlon Sassi, enalteceu a importância da força do associativismo em prol de demandas necessárias para a região.  “Essa união do associativismo com o poder público e com o empresariado local, faz a nossa região ser diferenciada, por isso ela está em constante crescimento. Quando comparamos os números daqui com as demais localidades, nos alegramos em ver o resultado positivo dessa união. E essa busca pela subestação é um desses resultados, da união de forças em prol do bem comum”, destaca Sassi.

O coordenador do Núcleo de empresários de Botuverá da ACIBr, Edson Rubem Müller, relembrou a trajetória do Núcleo, que desde 2020 vem realizando reuniões e audiências com o presidente da Celesc e com o Governo do Estado, para a construção da subestação de energia no município. “Hoje todos nós sabemos que Botuverá depende da subestação do bairro Rio Branco, em Brusque, que fica praticamente há 20 quilômetros daqui. Então, Botuverá tem uma energia muito irregular, com várias oscilações e quedas durante o dia, gerando prejuízos de produção às empresas. Assim, o Núcleo está muito feliz por esse primeiro passo, com a assinatura de hoje, pelo trabalho incansável que teve desde 2020, que contou com o engajamento do poder público para a instalação da subestação”, enfatiza Müller.

Para o prefeito de Botuverá, Alcir Merizio, o momento é de grande importância para o crescimento do município. “Nessa batalha com a questão da subestação, ressalto a importância da ACIBr e do Núcleo de Empresários, que em conjunto com a prefeitura fez de tudo para esse projeto se tornar realidade. Com a união da entidade e também do poder público conseguimos oficializar essa parceria que dá início ao projeto, para melhorar a vida da nossa população”, afirma Merizio.

Também presente no evento, o deputado estadual Jerry Comper, ressaltou a importância do trabalho conjunto do poder público com a iniciativa privada. “Acredito que a união é que faz resultar na qualidade, e nesse caso, foi o empenho de todos que contribuiu e irá contribuir para essa tão necessária subestação. Todos nós temos um papel importante nessa conquista, para fazer sempre mais e melhor pelas pessoas”, conclui.

 

Potencial energético

Segundo o gerente do Núcleo da Celesc do Vale do Itajaí e Alto Vale, Claudio Varella, com a subestação, o município passará a ser atendido com cinco alimentadores de energia, já que hoje apenas dois deles, que vêm da subestação do bairro Rio Branco em Brusque, abastecem a cidade. “O terreno fica bem próximo à entrada da Águas Negras, uma localidade estratégica para o segmento industrial que é bem forte na cidade. Assim, a subestação vai minimizar as quedas de energia e, consequentemente, a qualidade de energia, com relação à potência fornecida para indústria, que vai melhorar muito”, esclarece.

O gerente da Celesc também destaca que não somente o setor empresarial será beneficiado com a nova subestação, mas sim toda a população. “Uma subestação na cidade impacta diretamente na qualidade de energia, ou seja, a falta de energia vai ser reduzida, assim o comércio e as residências também serão beneficiados”, afirma Varela.

Por fim, outro benefício destacado pelo gerente é que com a nova subestação, a energia que servia Botuverá, passará a atender Brusque. “Quando construímos uma subestação em uma cidade, a energia que vinha do outro município é disponibilizada para aquela subestação anterior, no caso, a do Rio Branco. Então, nós vamos ter mais oferta de energia também em Brusque. Assim, a construção da subestação vai ajudar toda a região Brusque, Guabiruba e Botuverá”, completa.

 

Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

  • Compartilhar:

Posts relacionados

O que você procura em nosso site?

Whatsapp